E vão duas para Loeb

Francês voltou a ser o mais forte no final da Etapa Maratona e recuperou dez minutos face ao líder e segundo do dia, Nasser Al-Attiyah.

Loeb 02

Sébastien Loeb não deu hipóteses aos rivais nesta quinta etapa do Dakar e assinou nova vitória depois de apresentar um ritmo fortíssimo. Quinto à partida, o piloto do Peugeot começou a ganhar terreno aos rivais mal partiu para ascender à liderança à passagem pelo WayPoint 3. A partir desse momento o francês não mais perdeu a posição e ganhou tempo em todos os controlos que se seguiram para terminar o dia com 10:22s de vantagem sobre o oponente mais próximo, Nasser Al-Attiyah.

O mais rápido de ontem e líder da geral teve de abrir o caminho, o que o fez perder algum terreno e ao cabo do WP1 era sexto, a perder quase dois minutos para Carlos Sainz, que liderava a jornada por essa altura. O qatari começou a recuperar no controlo de passagem seguinte, mas foi um dia de altos e baixos e antes de chegar ao segundo posto o homem da Toyota ainda voltou a controlar em sexto. Só no WayPoint 5 é que Nasser logrou chegar à segunda posição para não mais a perder até final.

Também com altos e baixos ao longo dos 519 km cronometrados de hoje, Nani Roma logrou terminar em terceiro. O espanhol do Mini passou o dia a oscilar entre o terceiro e o quinto lugar e acabou por cruzar a linha de meta na mesma posição em que partiu, mas com um atraso de 24:04s para o primeiro.

Pior foi o dia para Stéphane Peterhansel. O Senhor Dakar perdeu muito tempo perto do final da Etapa, curiosamente no mesmo local onde Loeb, Al-Attiyah e Roma também pararam, mas estes três por muito menos tempo. No final o francês cruzou a linha de meta a perder 26:09s para o compatriota mas, mais importante que isso, a perder perto de 16 minutos para Al-Attiyah, o que significa que, apesar de manter a segunda posição da geral, está já a 24:42s de Nasser, que continua na liderança.

Para esquecer foi o dia de Carlos Sainz. O espanhol voltou a ser tocado pelo azar e, depois de ter liderado a especial nos dois primeiros WayPoints, começou a perder algum terreno nos WP3 e WP4. Contudo, o pior estava ainda por vir, com Sainz a parar com problemas após o quilómetro 200 e a perder 33 minutos para Loeb. No final a diferença para o vencedor acabou por se cifrar em mais de 43 minutos.

Em termos de geral, Nasser continua na frente seguido, como já se referiu, de Peterhansel, enquanto Roma fecha o pódio provisório a 34:33s da frente. Jakub Przygonski continua em quarto (+38:12s), enquanto Loeb subiu a quinto (+40:00s) depois de um dia para esquecer de Al Rahji, que ainda não terminou e estava a perder quase duas horas para Loeb em WP8.

scroll up