Campeões WRC no Quadro de Honra da FIA

|AUTOCLUBE

Os 17 Campeões do Mundo da história do WRC foram homenageados com a entrada no Quadro de Honra da FIA.

O Quadro de Honra da Federação Internacional do Automóvel, criado em 2017 com os Campeões do Mundo de Fórmula 1, ganhou, de um momento para o outro, 17 novos elementos, reconhecendo os grandes nomes da história do Campeonato do Mundo de Ralis.

O falecido Björn Waldgard, o primeiro Campeão do Mundo de Ralis em 1979, representado pelo filho Mathias, foi o primeiro a ser homenageado na cerimónia levada a cabo em Paris, seguindo-se os também falecidos Colin McRae, representado pelo pai Jimmy McRae, e Richard Burns, representado pela irmã Jo Burns.

Também homenageados pela conquista de um só título foram, Ari Vatanen, Hannu Mikkola, também representado pelo filho Juha, Stig Blomqvist, Timo Salonen, Didier Auriol e Petter Solberg. O norueguês, segundo classificado no Rally de Portugal de 2007, ano em que a prova regressou ao Campeonato do Mundo, recebeu o certificado das mãos de Carlos Barbosa, Presidente da Comissão de Ralis FIA e do Automóvel Club de Portugal.

Numa ordem crescente de títulos, seguiram-se os bicampeões do Mundo Walter Röhrl, ‘Miki’ Biasion, Carlos Sainz e Marcus Grönholm.

Juha Kankkunen e Tommi Mäkinen foram reconhecidos pelos três títulos, sendo que Kankkunen é o único piloto na história a ter conquistado o título com três construtores diferentes.

O hexacampeão do Mundo Sébastien Ogier, vencedor da primeira ronda da época de 2019 do Mundial de Ralis e triunfante em cinco edições do Rally de Portugal, antecedeu o mais bem sucedido piloto de todos os tempos da história do WRC, Sébastien Loeb com os seus nove títulos consecutivos de 2004 a 2012.

Curiosamente, 11 dos 17 pilotos homenageados foram também eles vencedores de várias edições do Rally de Portugal: Röhrl em 1980; Salonen em 1985; Biasion em 1988, 1989 e 1990; Sainz em 1991 e 1995; Kankkunen em 1992 e 1994; Mäkinen em 1997 e 2001; McRae em 1998 e 1999; Burns em 2000; Auriol em 2002; Loeb em 2007 e 2009 e Ogier em 2010, 2011, 2013, 2014 e 2017. Solberg e Grönholm (2000) foram os outros dois pilotos homenageados que também passaram pelo pódio do Rally de Portugal.

scroll up