Fim-de-semana complicado para Oliveira na Alemanha

|AUTOCLUBE

O jovem português não teve jornada fácil no GP da Alemanha, terminando a nona corrida do ano em 18º.

oliveira ger

Depois de duas corridas consecutivas nos pontos, e antes de fazer as malas para as merecidas férias de meio da época, Miguel Oliveira acabou por se deparar com um fim-de-semana complicado no Grande Prémio da Alemanha que teve lugar este domingo no circuito de Sachsenring.

Vigésimo da grelha depois de uma qualificação onde o próprio reconheceu ter ficado aquém das suas potencialidades e das da moto, Oliveira logrou, ainda assim, mais uma partida positiva, saltando para 17º após a primeira passagem pela linha de meta.

Contudo, uma queda na volta seguinte acabou por ditar o 18º lugar final. “Foi um final triste para o fim-de-semana porque creio que foi um dos nossos mais fortes toda a época. Estive muito consistente em termos de ritmo de corrida e muito rápido. Foi uma pena ter cometido este erro no início da prova porque depois da queda, mesmo com a aleta partida, fui muito rápido e tinha ritmo para os dez primeiros,” explicou o jovem português da Red Bull KTM Tech 3.

É frustrante, mas o mais importante foi, depois da queda, ter voltado a pegar na moto e continuar a corrida, o que foi muito importante para mim para recolher dados para a equipa e para eu aprender com isto,” rematou antes de dar início ao período de férias do MotoGP.

Enquanto isso, na frente do pelotão, Marc Márquez fazia o pleno de triunfos em Sachsenring numa década. O espanhol da Honda garantiu o décimo triunfo consecutivo no traçado germânico, desta feita à frente de Maverick Viñales (Yamaha) e de Cal Crutchlow (Honda).

scroll up