Oliveira 8º em fim-de-semana de estreias

|AUTOCLUBE

Miguel Oliveira levou a cabo fantástico Grande Prémio na Áustria e brilhou com várias estreias.

oliveira aut

Pedir mais é sempre possível, mas nem sempre justo e isso é que se pode dizer em relação à prestação de Miguel Oliveira no Grande Prémio da Áustria, não tivesse o jovem piloto ACP levado a cabo uma jornada de estreias.

Depois de ter testado, e de se ter mostrado muito agrado, com uma KTM oficial após a corrida de Brno, Miguel Oliveira foi premiado pela marca austríaca com uma máquina de fábrica e não deixou os créditos por mãos alheias.

O português começou logo a dar nas vistas ao levar a cabo uma qualificação muito positiva para terminar com o 13º posto da grelha, a primeira estreia do fim-de-semana para jovem da Red Bull KTM Tech 3. Aliás, Oliveira chegou a liderar a Q1 por várias vezes e por muito pouco falhou a passagem à decisiva Q2, mostrando desde logo uma boa adaptação à moto de fábrica.

Já no domingo, e depois de ter sido sexto no último ensaio antes da corrida, o jovem de Almada acabou por não conseguir uma boa partida, perdendo duas posições, mas não baixou os braços. À segunda passagem Oliveira já tinha recuperado para 13º e na volta seguinte já ganhava lugares face à posição ocupada na grelha.

Miguel Oliveira continuou a rodar com ritmo muito forte, de tal forma que ao cabo de quatro voltas já apresentava tempos volta semelhantes, e por vezes mesmo, melhores que os da frente, o que lhe permitiu subir até ao nono posto.

A 12 voltas do final Oliveira ganhou mais uma posição para chegar a oitavo, lugar em que acabou por terminar a prova para garantir o melhor resultado da carreira até ao momento e estrear-se no Top 10. Como se tal não fosse já muito positivo, o português foi ainda o melhor representante da KTM. Uma excelente forma de agradecer à equipa da casa a confiança nele depositada ao atribuir-lhe uma montada oficial.

Em termos de resultado final, e após fantástica batalha ao longo de toda a corrida, em particular nas últimas três voltas, Andrea Dovizioso voltou a dar o triunfo à Ducati, batendo Marc Márquez, enquanto o mais baixo do pódio ficou para o líder dos estreantes Fabio Quartararo.

scroll up