6 truques para prevenir a gripe

Mais prevenção, menos remédios

Chegou aquela altura do ano em que os sinais não enganam: espirros, tosse, narizes vermelhos, lenços e mais lenços. Na verdade, pode-se apanhar uma constipação ou gripe em qualquer época do ano, mas é certo que as condições climatéricas do inverno ajudam. Por isso, prevenir é o melhor remédio.

1. Calor bom

Os avós tinham razão: “vai quente e agasalhado”. Depois de um interminável verão, ainda nos esquecemos de vestir a roupa certa, com golpes de frio e tremores. Tremer enfraquece o sistema imunitário e atrai constipações. Baixos níveis de sol e de hormonas como a melatonina e serotonina também afetam o desempenho do sistema imunitário. Lembre-se que perdemos 30% de calor pela cabeça, por isso não esqueça o gorro.

2. Lave as mãos

Embora a maior parte das infeções sejam transmitidas pelo ar, podem também ser transmitidas pelo contacto físico, quando as mãos infetadas tocam em zonas vulneráveis como os olhos, boca e nariz. Lavar as mãos frequentemente pode reduzir significativamente as hipóteses de infeção por vírus.

3. Durma bem

A ausência de umas boas horas de sono (em quantidade e em qualidade) enfraquece o sistema imunitário e torna-nos mais vulneráveis a infeções. As emoções afetam igualmente a capacidade de combater infeções. Sob stress ficamos mais sujeitos a doenças, em comparação com os momentos de tranquilidade.

4. Hidrate-se

As constipações e gripes são infeções virais. Por isso, os antibióticos devem ser apenas tomados em casos graves de infeções bacterianas. Uma das melhores defesas passa pela hidratação: cerca de 8 copos de água por dia. A água ajuda à boa função dos rins e a expulsar toxinas. Numa constipação ou gripe, a desidratação seca as mucosas e torna mais fácil a entrada de bactérias e vírus. Se a infeção já está presente, a ingestão de uma boa quantidade de líquidos ajuda à sua expulsão.

5. Quanto menos, melhor

No inverno, a concentração de pessoas em locais fechados, como lojas e transportes públicos com pouca ventilação tornam fácil a transmissão de doenças respiratórias.

O ar condicionado tem aqui um papel relevante porque afeta o sistema respiratório ao secar as mucosas nasais, reduzindo as defesas naturais. O ar seco pode também criar condições ou o agravamento de problemas de garganta ou respiratórios, como a asma.

6. Mexa-se

Pelo menos uma vez por dia divirta-se. Conviva, sorria, ria. Estes momentos aumentam a imunidade. Tal como o exercício regular, especialmente no inverno. Além de contribuir para a boa circulação, o exercício aumenta o número de células protetoras que viajam pelo corpo em busca de bactérias e vírus. Por fim, não se esqueça da vacinação, especialmente se pertencer a um grupo de risco ou for idoso.

Qualquer coisa, chame o médico a casa

Mas se a gripe acontecer, ou em caso de dúvidas, não necessita de correr para as urgências de um hospital. Todos os sócios ACP têm acesso ao serviço de médico em casa por 10€/consulta e aconselhamento telefónico gratuito 24h/365 dias. Uma rede de apoio que faz toda a diferença, especialmente nesta época do ano. Basta ligar 808 22 22 22.

Saiba mais

scroll up