10 conselhos práticos de eco-condução

Poupe a carteira e o ambiente

Sabia que a condução eficiente aumenta a autonomia em cerca de 35%? E que um veículo com a manutenção em dia produz menos 50% de emissões e consome muito menos combustível?
Siga estes conselhos e obtenha mais quilómetros e mais poupança, ao mesmo tempo que reduz as emissões e ajuda o ambiente.

O que é a eco-condução e para que serve?

A eco-condução é uma forma de condução eficiente que permite reduzir o consumo de combustível, a emissão de gases e de partículas poluentes e a sinistralidade, pela redução das acelerações e das travagens bruscas.

Por parte da indústria automóvel tem vindo a ser feito um esforço gradual no sentido do desenvolvimento de veículos com consumos e emissões poluentes cada vez menores.

Mas, por parte dos condutores, muito pode também ser feito, através de comportamentos que contribuam para a sustentabilidade e para a segurança rodoviária.

Os princípios da eco-condução promovem uma condução eficiente, ecológica e segura, tirando maior partido das capacidades dos veículos.

10 conselhos práticos para ser um “eco-condutor” e começar já a poupar

Aplique estas medidas básicas no dia-a-dia para obter uma poupança de combustível significativa e contribuir para a diminuição do número de acidentes rodoviários.

1. Pressão sempre correta
Pneus com pressão inferior aumentam o consumo em cerca de 6%. Sabendo que o preço dos combustíveis não é barato, faça as contas.

2. Manutenção em dia
Um veículo saudável, bem lubrificado, dentro dos intervalos recomendados pelas marcas, será sempre mais económico.

3. A suavidade compensa
Mantenha uma distância que evite travagens repentinas e acelere suavemente. Mude para uma velocidade superior assim que possível e utilize rotações mais baixas.

4. Menos acelerador
Nas descidas tire o pé do acelerador, mantenha o carro “engatado” numa mudança alta e deixe rolar. Ao fazê-lo, não utiliza combustível e o consumo sai beneficiado.

5. 1ª, 2ª… 5ª
Salte velocidades quando as condições permitam. Por exemplo, ao passar de 3ª para 5ª, está a poupar nos componentes e no consumo. O mesmo acontece nas reduções.

6. Ar condicionado: só quando necessário
O AC consome combustível. Especialmente no inverno, desligue logo que a temperatura esteja correta, porque bastam alguns minutos para desembaciar os vidros.

7. Retire as barras de tejadilho
Lembra-se de as utilizar no verão passado? Retire-as quando não são necessárias para ganhar em termos de aerodinâmica e, especialmente, no consumo.

8. No “pára-arranca”, desligue.
Quando parar mais do que um minuto, desligue o motor ou utilize o sistema “start/stop” dos veículos recentes. O ambiente e a sua carteira agradecem sempre.

9. Calmo e tranquilo
Evite velocidades excessivas e habitue-se a utilizar o limitador de velocidade/”cruise control”, se o seu veículo o possuir. Ganha em conforto e em economia.

10. Use as pernas
Sabe bem conduzir, mas evite viagens desnecessárias. Pegar no carro para ir só “ali ao lado” pode ser um desperdício, quando as pernas ou a bicicleta fazem o mesmo.

Por fim, a segurança

Uma condução consciente do impacto positivo que pode ter no ambiente e na economia pessoal, deverá também ter em conta a segurança, a tranquilidade e, sobretudo, a poupança.  

Nomeadamente através dos novos Seguros Auto e Moto do ACP contra terceiros, com a melhor relação preço-qualidade do mercado.

Conheça a oferta “low cost” com assistência de topo, por apenas 10,99€/mês, e beneficie de Assistência ACP com Proteção de Avaria e viatura de substituição até 5 dias.

Quero saber mais

 

Para mais informações e conselhos práticos, consulte o Manual de Eco-condução do IMT

scroll up